Vinícola Cainelli: conhecendo a história e visitação

Tempo de leitura: 5 minutos

As condições de vida já não eram tão boas na cidade de Civezano, Itália. Faltava comida, emprego, remédios e principalmente felicidade. Então, o jovem empreendedor Gaspparo Cainelli decidiu embarcar no navio para enfrentar 90 dias no mar em direção ao Brasil, em direção a Bento Gonçalves, em direção a uma vida melhor e mais digna.

Desembarcando no porto de Santos, muito ainda o aguardava. O governo o encaminhou para mais 20 dias de viagem em direção ao Sul do país, para a província Dona Isabel (conhecida hoje como Bento Gonçalves), mais precisamente para uma comunidade chamada Addolorata, referência a Nossa Senhora das Dores, padroeira da comunidade. Ali, Gaspparo se estabeleceu e iniciou a história da família Cainelli, datando aproximadamente o ano de 1875.

Gaspparo trouxe em sua bagagem, além do sonho de uma vida melhor, parte de sua origem. E nesta, a vontade de cultivar a videira, elaborar vinhos, construir a Itália que ele já não tinha mais.

Através das mãos de um de seus filhos, Ricardo, este desejo teve início. Ricardo teve 11 filhos, e então a família iniciou o cultivo e a elaboração de vinhos, onde cada um recebeu uma função dentro da vinícola. No entanto, a empresa começou a sentir o peso de sustentar uma família tão grande, uma vez que os 11 irmãos agora estavam casados e com filhos. Como uma medida de desespero, a vinícola encerrou suas atividades por volta do ano de 1960

Mas, dizem que o amor pelo vinho corre no sangue dos vinhateiros e anos depois, o filho de um dos 11 irmãos, Roberto Antônio Cainelli, sentiu o mesmo vazio que seu bisavô Gaspparo sentira anos atrás. E então ressuscitou a história da Vinícola Cainelli, destinada à elaboração de grandes vinhos, mantendo assim o sonho de um corajoso rapaz que largou tudo para formar uma nova história, uma nova família.

Atualmente, todos da família são movidos pelo mesmo sonho e com o simples objetivo de fazer toda essa história se somar a outras, através de vinhos singulares.

Hoje, à frente da elaboração dos vinhos está a quinta geração da família, Roberto Cainelli Júnior, Enólogo, que administra e elabora os vinhos, buscando transmitir em cada garrafa, o sentimento, as lágrimas e os sorrisos desta longa história.

Vai vir a Bento Gonçalves? Então confira a programação da Vinícola Cainelli, mas antecipe-se, alguns passeios só acontecem mediante reserva. O ideal é contatar a Vinícola pelo menos 15 dias antes do evento.

Não vem a Bento Gonçalves? Não se preocupe, aqui você encontra a linha completa de vinhos e espumantes da Vinícola Cainelli, com entrega para todo o Brasil.

Vinícola Cainelli

Programação da Vindima

Período: De 14 de janeiro a 4 de março, durante os finais de semana;

Horário: 9:30 ou 16:30;

Resumo: Ao chegar à Vinícola Cainelli, os visitantes são recebidos e convidados a imergir na história da família, visitando a Casa centenária da família, que hoje abriga um museu com objetos que remontam á época da imigração. Em seguida, serão conduzidos pelo enólogo da Empresa, quinta geração da Família Cainelli, até os vinhedos, onde será abordado  a parte técnica e histórica da Vivinicultura. Inicia-se em seguida  o  momento mágico chamado  Vindima. Também , sob os vinhedos, será servido o merendin (lanche típico tirolês, com frios, doces, pão, polenta brustolada e é claro o bom vinho ou suco para as crianças), acompanhado sempre de muita música (grupo de cantoria de música italiana “Ricordare e Vivere”). O regresso dos vinhedos é realizado de trator e tuc tuc e em frente à Vinícola é realizada a pisa das uvas.

Oficina de Capeletti

Período: Programação de inverno;

Horário: 14:30, nos finais de semana;

Resumo: Ao chegar à Vinícola Cainelli, os visitantes são recebidos e convidados a imergir na história da família, visitando a Casa centenária da família, que hoje abriga um museu com objetos que remontam á época da imigração. Em seguida, vão para a nossa a vinícola, onde em meio ao tanques onde e vinho descansa, a Nona vai ensinar a fazer a massa e montar o famoso Capeletti, contando a origem desta receita Italiana, depois de prontos e já na panela, é hora de provar o pinhão na grimpa, feito na hora como os primeiros imigrantes faziam. Então já e hora de sentar e provar o capeletti acompanhado de uma boa musica e um bom vinho, a visita á loja esta inclusa.

Pic nic

Período: Todo ano;

Horário: 9:30 às 17:00;

Resumo: Relaxe nos jardins ou vinhedos. A Vinícola Cainelli prepara uma sexta para um picnic com as guloseimas da culinária tirolesa.

Passeio de Tuc-Tuc

Período: Todo ano;

Horário: 9:30 às 17:00;

Resumo: Um passeio de uma hora e meia pelas lindas paisagens do Vale do Rio das Antas a bordo do Tuc-Tuc, com muitas histórias e risadas, diversão para toda família.

Visita ao Museu e Degustação

Período: Todo ano;

Horário: 9:30 às 17:00;

Resumo: Conhecer a casa da família construída em 1929, um museu que conta a história da família e comunidade, as origens da imigração italiana e o início da vitivinicultura. Depois da visita auto guiada, é possível conhecer a loja da vinícola e degustar os vinhos e espumantes. Com exceção da linha Origem1929.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *