Vinho Canônico Salton para Missa, já ouviu falar?

Tempo de leitura: 2 minutos

Você sabia que não é qualquer vinho que pode ser utilizado para a celebração da Missa? Não? Vamos conhecer a história do vinho de Missa mais famoso do Brasil, o Vinho Canônico Salton!

A Salton, vinícola com mais de cem anos de história, elabora a mais de 75 anos o vinho Canônico.

O produto começou a ser preparado pela vinícola de Bento Gonçalves em 1940 e, atualmente, atende a igrejas de todo o país.

Vinho Canônico Salton para Missa, já ouviu falar

A produção média anual ultrapassa as 300 mil garrafas, 80% desse volume são comercializados para as paróquias, de forma individual ou através das Mitras Diocesanas.

Os 20% restantes são procurados por consumidores que apreciam o vinho para acompanhar sobremesas ou mesmo como aperitivo.

O início da produção do Vinho Canônico Salton

Um início singular marca essa história, como conta o diretor-técnico da Salton, enólogo Lucindo Copat.

“Era uma época de muitos padres estrangeiros nas igrejas da região, e a Salton estava localizada no Centro de Bento Gonçalves, em frente à Igreja Matriz de Santo Antônio. Ao descobrir que não havia um vinho exclusivo destinado às missas, um padre espanhol, de nome Franco, atravessou a rua e foi conversar com Nini Salton (Antônio Salton, um dos fundadores da vinícola), para saber se a Salton poderia fazer o vinho.”

O padre passou o modo de elaboração do vinho Canônico, que é preparado da mesma forma em todo o mundo, começando essa histórica tradição.

vinho canônicoO corte de uvas Moscato (50% na composição), Saint Emilion (40%) e Isabel (10%), resulta em um vinho rosado licoroso doce, com graduação alcoólica de 16%, comercializado em garrafas de 750ml.

Copat observa que a graduação alcoólica mais elevada e a grande concentração de açúcar cumprem a função de conservar o produto por mais tempo, considerando o seu consumo lento, a cada missa.

Vinho Canônico Salton para Missa, já ouviu falar

A mais antiga marca comercial para a elaboração do vinho Canônico, que necessita de autorização da Cúria Metropolitana, pertence à Salton e data de 1957.

Para a vinícola, dar continuidade a uma tradição iniciada com seus fundadores representa uma ligação entre o passado e o presente da empresa, que chega aos 100 anos como referência de modernidade e alta qualidade de seus produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *